Museu do Amanhã

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil

Projetado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava responsável pela Ponte da Mulher, em Puerto Madero, Buenos Aires, o Museu do Amanhã é um museu de ciência que se dedica a explorar, pensar e projetar as possibilidades para os próximos 50 anos. A partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência, o Museu completou, em abril, quatro meses de sua inauguração, na cidade do Rio de Janeiro.

Aeroporto Internacional de Viracopos
Aeroporto Internacional de Viracopos
© MC-Bauchemie 2020


O Projeto

 

Com uma arquitetura imponente, o Museu do Amanhã, foi construído pela Concessionária Porto Novo, por meio da Operação Urbana Porto Maravilha, na Região Portuária da capital fluminense, numa área de 15 mil m².  A obra contou com a parceria da MC, empresa líder no desenvolvimento de soluções para obras de infraestrutura, edificação e indústria. A empresa, fornecedora de soluções especiais para o museu, utilizou o MC-DUR 2496 CTP, sistema à base de poliuretano modificado, consagrado na Europa, e utilizado para proteção e impermeabilização dos bancos em concreto pré-moldado que circundam o espelho d´água.

 

De acordo com José Roberto Saleme Jr., Gerente-Executivo da MC para Infraestrutura e Indústria no Brasil, desde o começo, a MC esteve em constante contato com os diversos profissionais que transformaram o projeto em realidade. “Buscamos oferecer sistemas que atendessem às diversas necessidades técnicas e estéticas do projeto. Esta solução foi utilizada, porque além de impermeabilizar e garantir a proteção contra a ação de cloretos, tem um ótimo acabamento estético”, complementa.

 

Impermeabilização

 

A MC também apresentou a solução de impermeabilização para grande parte da estrutura enterrada. “Neste caso, foi utilizado o Xypex Admix, um sistema de impermeabilização por cristalização, que é adicionado no momento da mistura do concreto, trazendo benefícios como a economia com mão de obra e proteção contra ataques químicos, e que, por se tornar parte integrante do concreto, não pode ser removido“, explica Saleme Jr.

 

abs 123 abs 123 abs 123 abs 123 abs 123 abs 123 abs 123