MC-Bauchemie

Qual é o melhor momento para realizar a manutenção da impermeabilização de um edifício?

Oct 08, 2019

Diversos fatores podem influenciar diretamente na durabilidade dos sistemas de impermeabilização. A qualidade dos produtos, as características do sistema escolhido e a ação de agentes externos como o calor e a água são alguns deles. 

 

Por isso, em todas as obras de edificações, é importante que haja um projeto de impermeabilização. Nele, todos as áreas do prédio serão analisadas para que a vida útil do sistema de impermeabilização de cada uma delas seja definida.

 

De acordo com o projeto e o Manual do Proprietário e do Síndico, é possível estabelecer o período certo para realizar a manutenção da impermeabilização e evitar que problemas internos e externos surjam de maneira inesperada. 

 

Quais sinais apontam a necessidade de manutenção da impermeabilização? 

 

Os pontos de atenção são diferentes de acordo com o sistema de impermeabilização aplicado. Os que forem expostos, por exemplo, indicarão a necessidade de manutenção por meio de perda de espessura, desgaste mecânico e craquelamento.


Por outro lado, as impermeabilizações protegidas geralmente são substituídas quando atingem a vida útil estimada (em projeto) ou em casos de reforma, quando os sistemas de revestimento sobre o impermeabilizante for substituído.

 

 

Entenda a importância de realizar a manutenção de impermeabilizantes

Realizar a manutenção dos sistemas impermeabilizantes é se precaver a surpresas repentinas, que podem causar transtornos muito maiores e gerar prejuízos. 

 

As infiltrações, por exemplo, são os principais problemas causados por impermeabilizações que já perderam sua funcionalidade. Quando as infiltrações são permanentes, há também a possibilidade de formação de bolor e mofo, apodrecimento de materiais de madeira e gesso e eflorescência em revestimentos cimentícios.

 

Em casos mais graves, encontramos a corrosão da armadura por carbonatação ou por ataque de cloretos, os quais afetam a longevidade da estrutura à longo prazo. E, se o problema se estender por um período de tempo elevado, em situações mais críticas pode ocorrer um colapso da estrutura por perda excessiva da capacidade de carga da armadura. 

 

Por esse motivo, substituir sistemas que já estão desgastados e parcialmente deteriorados não só preserva a vida útil da estrutura, mas também evita que custos não previstos com intervenções corretivas aconteçam.  

 

Como a manutenção da impermeabilização deve ser feita?

 

A manutenção da impermeabilização varia de caso para caso. Elas podem incluir a aplicação de novas demãos de material, tratativas pontuais em fissuras ou pontos danificados e até uma substituição completa do sistema existente, dependendo da situação em que se encontra a impermeabilização.

 

Os produtos utilizados na recuperação do sistema também são variantes. Apesar de não haver diferenças entre os materiais utilizados na manutenção e no processo de impermeabilização inicial (sistemas iguais podem ser utilizados tanto na construção como na fase de manutenção), a área em que a aplicação for feita definirá qual o melhor produto à ser utilizado

 

Existem materiais próprios para determinados locais, como piscinas e fachadas, e a escolha adequada dos materiais para cada área influencia diretamente na durabilidade e na resistência esperada. 

 

A MC-Bauchemie possui um pacote completo de soluções que inclui produtos como argamassas poliméricas, membranas acrílicas e de poliuretano, mantas asfálticas e de PVC e sistemas cristalizantes.

 

São materiais que unem diferentes características, formando soluções completas em impermeabilização e que atendem as mais diversas áreas dentro de uma edificação.


Além disso, a MC também fornece todo o suporte técnico necessário para que o processo de manutenção de impermeabilizações seja satisfatório. Para mais informações, entre em contato conosco!


abs 123 abs 123 abs 123 abs 123 abs 123 abs 123 abs 123